RETIRADA DE TANQUES

RETIRADA DE TANQUES

A desmobilização de tanques é o processo em que todos os equipamentos dos sistemas de armazenamento e abastecimento são removidos dos locais em decorrência do encerramento das atividades de armazenamento dos combustíveis ou em virtude de encerramento das atividades no local.

Para uma correta desmobilização dos tanques é ideal realizar uma investigação sobre passivo ambiental de acordo com procedimentos previamente estabelecidos pela CETESB. A investigação deve ser realizada a partir do tipo de sistema implementado no estabelecimento, uma vez que os tipos de tanque (subterrâneos ou aéreos) viabilizam diferentes formas de contaminação. A coleta do solo no local do estudo deve ser feita com cuidados especiais levando-se em conta os procedimentos corretos para que a amostra não seja afetada por outras contaminações, p que pode levar a interferência no resultado das análises laboratoriais.

Os principais contaminantes desse processo são os chamados BTEX (benzeno, tolueno, etilbenzeno e xilenos)  e de PAH (hidrocarbonetos aromáticos polinucleados), que são os constituintes mais solúveis e voláteis da gasolina. Esses compostos são facilmente lixiviados e atingem as camadas mais profundas do solo com relativa facilidade, atingindo as águas subterrâneas que são fontes importantes de abastecimento de água para a população. Esses contaminantes são poderosos depressores do sistema nervoso central, apresentando toxidade crônica nos seres vivos mesmo em pequenas concentrações.

Apesar do grande poder de autodepuração dos rios subterrâneos é importante frisar que a contaminação por essas substâncias não são remediadas apenas com os mecanismos naturais dos corpos d’água, sendo este tratamento extremamente complexo.  Nos últimos anos houve um aumento repentino no número de vazamentos nos tanques de gasolina relacionado ao final da vida útil desses reservatórios (aproximadamente 25 anos). A melhor forma de evitar problemas mais graves para o meio ambiente é realizar a manutenção adequada do tanque e sempre desenvolver estudos para uma adequada desmobilização dos tanques.

 

Comments are closed.